Banco de relatos de acidentes em montanha - CBME

Relatório número 128

*** Caso você conheça as circunstâncias do episódio descrito abaixo e identifique discrepâncias por favor nos comunique***
 
Fonte do relato: Relato escrito por um dos participantes

Tipo de evento: Acidente

Mês e ano: Abril  2019
Parte do dia: Tarde
Local: São Bento do Sapucaí - SP/Via Fissura Corneto, Bauzinho, última enfiada.
Número total de pessoas envolvidas: 3
Número fatalidades: 0

Tipo de ambiente: Rocha (escalada livre ou artificial)

Etapa da atividade: Subindo (inclui guiando, segundo ou cordas fixas)

Condições atmosféricas no momento: Sol

Causa(s) imediata(s):
Corte na perna por cristal de rocha

Causa(s) contribuinte(s):
Posição desfavorável

Tipo(s) de ferimento(s):
Laceração

Nível de experiência dos envolvidos:
Pouca (menos de 1 ano)
Moderada (1 a 3 anos)
Experiente (mais de 3 anos)

Relato:
Escaladora 2 saiu para escalar a última enfiada da Fissura Corneto, no Bauzinho e logo após deixar a parada o pé escorregou da agarra e a canela lacerou em um cristal, expondo osso, tendões e gordura.
Escalador 1 realizou procedimentos de auto-resgate e acessou a escaladora 2.
Escalador 1 prestou Primeiros Socorros e realizou o içamento da escaladora 2 com auxílio da vitima até o ponto de ancoragem (faltavam 15 metros para o cume, e o rapel pela via seria muito complicado).
Na parada, o participante 1 desceu os dois escaladores até a escada amarela do COL por técnica de baldinho.
Escalador 1 realizou rapel tandem para descer escaladora 2 na escada amarela. Na trilha escalador 1 carregou escaladora 2 por esquema de corda nas costas ao estacionamento.
Tempo total do resgate: 1h30.

Prevenção (opinião do relator):
Infelizmente o corte na perna é uma lesão que pode ocorrer independentemente de técnicas de segurança. Talvez mais atenção aos cristais na rocha.
Mas a maior lição desse acontecido foi a importância de escaladores de paredes estarem familiarizados com os procedimentos de auto-resgate e primeiros socorros. Um sem o outro não adianta. Se não tiver conhecimento de nenhum desses procedimentos, melhor não entrar em ambientes mais expostos.

*** Este relato foi fornecido de forma espontânea por um membro da comunidade de montanhistas e reflete sua visão do acidente e sua opinião pessoal. Apesar de fazer máximo esforço para confirmar a veracidade e exatidão dos relatos, a CBME ou seus membros não se responsabilizam por eventuais discrepâncias ou inconsistências encontradas nos relatos, ou ainda se indivíduos ou empresas se sentirem de alguma forma ofendidos ou injustiçados pelo conteúdo do relato, apesar da forma anônima de apresentação dos dados. ***