Banco de relatos de acidentes em montanha - CBME

Relatório número 13

*** Caso você conheça as circunstâncias do episódio descrito abaixo e identifique discrepâncias por favor nos comunique***
 
Fonte do relato: Relato escrito por um dos participantes

Tipo de evento: Acidente

Mês e ano: Janeiro  2012
Parte do dia:
Local: Jaboticatubas - MG/Via 'Mr. X', Grupo 3, Serra do Cipó- MG
Número total de pessoas envolvidas: 4
Número fatalidades: 0

Tipo de ambiente: Rocha (escalada livre ou artificial)

Etapa da atividade: Subindo (inclui guiando, segundo ou cordas fixas)

Condições atmosféricas no momento: Nublado

Causa(s) imediata(s):
Queda

Causa(s) contribuinte(s):

Tipo(s) de ferimento(s):
Contusão

Nível de experiência dos envolvidos:
Pouca (menos de 1 ano)

Relato:
[Nota CBME: relato editado para remoção de identificação]
"A queda ocorreu logo acima do primeiro grampo da via, enquanto eu subia para costurar o segundo. Neste lance há uma agarra de pressao à esquerda, e uma distância grande até a costura que fica à direita. Já havia feito duas tentativas no mesmo lance da via e com duas vacas subsequentes.
Existem dois fatores de risco nesta parte inicial da via: logo abaixo dos apoios dos pés há um platô (descanso) e a costura é mais lateral à linha da via, o que faz o escalador pendular quando cai.
Pois bem, na terceira vez que caí pendulei no sentido do platô, sendo meu pé o primeiro a bater na quina dele. Não houve fratura mas um entorse bastante incômodo. Ainda não houve diagnóstico confirmado de luxação.
Por ser uma via 6o sup, e por estar perto do chão, não havia a preocupação da minha parte com a mecânica das quedas, talvez por isso o descuido. Entretanto fomos informados [por outro escalador] de que não é essa a primeira vez que acontece lesão de membro inferior nesta mesma via."

Prevenção (opinião do relator):
A 'Mr. X' tem lances que exigem muito do equilibrio, portanto fica a recomendação de que se não houver segurança para prosseguir em tal lance da via, que se desescale antes de cair, principalmente entre a primeira e a segunda proteções já que existe um pequeno platô com fissuras onde o pé pode agarrar.

*** Este relato foi fornecido de forma espontânea por um membro da comunidade de montanhistas e reflete sua visão do acidente e sua opinião pessoal. Apesar de fazer máximo esforço para confirmar a veracidade e exatidão dos relatos, a CBME ou seus membros não se responsabilizam por eventuais discrepâncias ou inconsistências encontradas nos relatos, ou ainda se indivíduos ou empresas se sentirem de alguma forma ofendidos ou injustiçados pelo conteúdo do relato, apesar da forma anônima de apresentação dos dados. ***