Banco de relatos de acidentes em montanha - CBME

Relatório número 43

*** Caso você conheça as circunstâncias do episódio descrito abaixo e identifique discrepâncias por favor nos comunique***
 
Fonte do relato: Relato escrito por um dos participantes

Tipo de evento: Incidente (quase acidente)

Mês e ano: Outubro  2012
Parte do dia: Tarde
Local: rio de janeiro - RJ/morro da babilonia
Número total de pessoas envolvidas: 2
Número fatalidades: 0

Tipo de ambiente: Rocha (escalada livre ou artificial)

Etapa da atividade: Sem movimento (inclui paradas de escalada em rocha)

Condições atmosféricas no momento: Chuva

Causa(s) imediata(s):
Falha humana ou desconhecimento de técnica

Causa(s) contribuinte(s):
Sem proteção ou com proteção inadequada

Tipo(s) de ferimento(s):

Nível de experiência dos envolvidos:
Experiente (mais de 3 anos)

Relato:
Escalador A guiou o primeiro esticao da via , parou na parada e montou a segurança. Quando participante A começou a escalar começou a chover. Mesmo assim participante A escalou até chegar na P1. Ao chegar em P1 e pelo motivo da chuva ter aumentado, participante A e Escalador A começam a montar o rapel. Enquanto escalador A arruma o material e coloca capa na mochila o participante A coloca a corda no grampo, puxa ela até meiar, monta o back up para o rapel, monta a corda no seu freio reverso e quando vira para a parada para tirar a solteira .... Não estava solteirado. Fez todos os procedimentos que incluiu passar a corda toda e montar seu rapel solto na pedra há 50 metros do chão.

Prevenção (opinião do relator):
NÃO TER PRESSA EM MOMENTOS CRÍTICOS

ESCALADOR E PARTICIPANTE REVISAREM PROCEDIMENTOS UM DOS OUTROS

*** Este relato foi fornecido de forma espontânea por um membro da comunidade de montanhistas e reflete sua visão do acidente e sua opinião pessoal. Apesar de fazer máximo esforço para confirmar a veracidade e exatidão dos relatos, a CBME ou seus membros não se responsabilizam por eventuais discrepâncias ou inconsistências encontradas nos relatos, ou ainda se indivíduos ou empresas se sentirem de alguma forma ofendidos ou injustiçados pelo conteúdo do relato, apesar da forma anônima de apresentação dos dados. ***