Banco de relatos de acidentes em montanha - CBME

Relatório número 91

*** Caso você conheça as circunstâncias do episódio descrito abaixo e identifique discrepâncias por favor nos comunique***
 
Fonte do relato: Relato escrito por um dos participantes

Tipo de evento: Acidente

Mês e ano: Junho  2016
Parte do dia: Manhã
Local: Rio de Janeiro - RJ/Via Mister Neurose (Cream Cracker) - Morro do Cantagalo
Número total de pessoas envolvidas: 2
Número fatalidades: 0

Tipo de ambiente: Rocha (escalada livre ou artificial)

Etapa da atividade: Subindo (inclui guiando, segundo ou cordas fixas)

Condições atmosféricas no momento: Parcialmente nublado

Causa(s) imediata(s):
Queda

Causa(s) contribuinte(s):
Agarra quebrou

Tipo(s) de ferimento(s):
Fratura

Nível de experiência dos envolvidos:
Moderada (1 a 3 anos)
Experiente (mais de 3 anos)

Relato:
A escalada fluiu bem em todo o momento. O escalador B, com 25 anos de experiência fez a primeira enfiada, e o escalador A, com 1 ano de experiência (e 8 meses de guiada), guiou a segunda enfiada. O escalador A decidiu guiar a terceira e última enfiada, porém mais suja. O grau da via era compatível com o que o escalador A estava acostumado, porém, após costurar o primeiro grampo, a via começou a ficar mais suja e o grampo subsequente, mais exposto. O lado direito, após o primeiro grampo, estava muito sujo, optando então pela ascensão pelo lado esquerdo. Com cerca de 2 metros do primeiro grampo, uma agarra de mão quebrou, do lado esquerdo da via, fazendo com que o escalador A perdesse o equilíbrio e pousasse ao lado do escalador B, que fazia a seg perfeitamente. Durante a queda, o pé direito do escalador A sofreu um impacto com a parede e torção, causando uma fratura de pilão (articulação). Prontamente, o escalador B realizou o procedimento de resgate com propriedade, realizando rapel assistido. Em menos de meia hora o escalador A já estava na base da via. Foi necessária a ajuda de um terceiro escalador para a retirada do escalador A do local, já na base da via. A trilha do Morro do Cantagalo é bem curta e, em pouco tempo o escalador A foi levado ao hospital.

Prevenção (opinião do relator):
Melhor leitura da via, mesmo não tendo muitas opções de agarra e mesmo a via sendo muito suja e pouco frequentada.

*** Este relato foi fornecido de forma espontânea por um membro da comunidade de montanhistas e reflete sua visão do acidente e sua opinião pessoal. Apesar de fazer máximo esforço para confirmar a veracidade e exatidão dos relatos, a CBME ou seus membros não se responsabilizam por eventuais discrepâncias ou inconsistências encontradas nos relatos, ou ainda se indivíduos ou empresas se sentirem de alguma forma ofendidos ou injustiçados pelo conteúdo do relato, apesar da forma anônima de apresentação dos dados. ***